sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

O profissional de RH deve mudar seu processo de trabalho e cultura para atender ao eSocial?

No mundo globalizado em que vivemos, totalmente dinâmico e que exige de nós habilidade para ver, aceitar e colocar em prática algo novo todos os dias, requer de nós uma visão sistêmica de tudo, temos que estar atentos, aprender a desapegar dos métodos e práticas para atualizar nosso trabalho à medida que algo novo acontece. Portanto, temos que mudar, sim!

Atualização e competência técnica é que faz a diferença no mercado de trabalho, pois quando passamos a ver e trabalhar desta forma tudo fica mais fácil, as soluções ficam mais evidentes.

Minha experiência como profissional que atua na área de recursos humanos é que me fez ver o mundo dessa forma, a cada consultoria, treinamento, curso ou palestra que ministro aprendo e aprimoro, pois, percebi que posso melhorar todos os dias com as experiências.

Hoje, para que possamos melhorar os nossos processos de trabalho para atender as novas demandas que vem por aí, como por exemplo o eSocial, precisamos estar abertos a novos aprendizados, mudança de cultura e de fato isso representa uma quebra de paradigma.

Uma boa dica é: comece agora e não espere ser surpreendido por prazos, falta de informações ou processos inadequados que possam gerar a falta de envio de informações para o eSocial dentro do prazo legal, faça do eSocial um projeto legal para você profissional, para o trabalhador, para o empregador e que fato seja legal no que tange às informações e legislação também para o fisco.

Trabalhe de forma preventiva e faça a diferença no mercado!

Marta Pierina Verona - Consultora de aplicação da Metadados, empresa especializada em softwares para gestão de recursos humanos. Pós-Graduada em Direito do Trabalho pela UNISINOS e Graduada em Gestão de Pessoas pela UCS. Membro do conselho de clientes da GIFUG/PO representante da empresa Metadados. Possui mais de 20 anos de experiência na área de recursos humanos e atua com consultoria de implementação de software e palestrante sobre o tema eSocial. Professora nos cursos de extensão na Unisinos sobre o tema eSocial.

4 comentários:

  1. O conteúdo prevalece sobre a forma.
    Aquilo que não agrega valor cairá por terra, não basta ser bom "Têem ékê vê não menos", quero deixar claro que nossos valores devem ser prioridade, não podemos ter vergonha de compreender a experiência além das aparências, não há mais espaço para a hipocrisia.
    O esocial e tantas outras inovações vem a impulsionar uma expansão de consciência, eu amo novos desafios...
    Parabéns por seu exemplo de humanismo.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo texto. Sucinto e eficaz...

    ResponderExcluir

13º salário e o impacto no eSocial

Olá! O 13º salário está tirando o teu sono?  Sim, em partes, eu já domino o assunto. Se você estiver procurando informações ...