quarta-feira, 14 de março de 2018

Estou na segunda fase do eSocial e tenho uma rescisão complementar, em que evento devo informar?


Olá,

Você desligou o empregado em março e em abril percebeu que não pagou um valor de comissão.

Em que mês a rescisão complementar deve ser calculada?

- Este tipo de rescisão complementar não pode ser feita com o mês/ano posterior ao envio do S-2299.

- Não há previsão para fazer mesmo antes da criação do eSocial, porém era uma prática utilizada por alguns profissionais em algumas empresas.

- Isso já gera informações erradas nos analisadores oficias atuais como a RAIS, SEFIP, MANAD e agora o eSocial nos obriga a rever este processo.

Vamos mudar!

Eu não posso mais fazer rescisões complementares após o envio do S-2299?

- Claro que pode, mas você deve avaliar as situações e os motivos de rescisões complementares que estão previstas no MOS 2.4.

Vamos conhecer?

Existem alguns eventos que podem ocorrer após o evento S-2299 e são estes:

a)       S-1200 referente a qualquer das situações ensejadoras da remuneração relativa a períodos anteriores previstas no campo tipo acordo coletivo do grupo informação períodos anteriores, desde que o período de referência esteja compreendido na vigência do contrato de trabalho;

b)      S-1200 quando decorrente de período de:
       Quarentena;
       Participação de lucros e resultados – PLR;
       Pagamento de Stock Option;
       Folha anual;
       Desligamento não implicar rescisão do contrato de trabalho (motivos 11, 12, 13, 25, 28, 29 e 30 da tabela 19), desde que informado no mesmo período de apuração do desligamento.

e) S-1210 - Pagamentos de Rendimentos do Trabalho, quando decorrentes de remuneração informada nos eventos S-1200, S-1202, S-1207, S-2299 e S-2399 ocorridos dentro do período de vigência do contrato de trabalho ou nos casos elencados nas alíneas “a” e “b” deste item;

f) S-2206 – Alteração de Dados Contratuais quando a data do efeito da alteração {dtEf}for anterior ao desligamento;

g) S-2220 - Monitoramento de Saúde do Trabalhador;

h) S-2298 - Reintegração - (Obs.: Ocorre também no caso da reversão de aposentadoria voluntária do servidor estatutário);

i) S-2400 - Cadastro de Benefício Previdenciário RPPS.
Veja que cada evento e cada situação possui uma previsão no manual, nas regras de validações, nas tabelas e no leiaute.

Lembre-se que esta documentação técnica é o nosso guia!

Sucesso!

Fonte: Manual do eSocial Versão 2.4

Marta Pierina Verona - Consultora de aplicação da Metadados, empresa especializada em softwares para gestão de recursos humanos. Pós-Graduada em Direito do Trabalho pela UNISINOS e Graduada em Gestão de Pessoas pela UCS. Membro do conselho de clientes da GIFUG/PO representante da empresa Metadados. Possui mais de 20 anos de experiência na área de recursos humanos e atua com consultoria de implementação de software e palestrante sobre o tema eSocial. Professora nos cursos de extensão na Unisinos sobre o tema eSocial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Empresas do Grupo 2: Vamos desvendar agora, os prazos dos eventos que fazem parte da segunda fase do eSocial

Olá Os eventos não periódicos que fazem parte da segunda fase estão elencados no artigo  Empresas do Grupo 2: Você está preparado p...