segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

eSocial e as informações da Saúde e Segurança do Trabalhador - SST: EPC e EPI fazem parte destes eventos

Dos 45 eventos do eSocial, em que muitas informações são geradas, destaco o item que trata sobre a Saúde e Segurança do Trabalhador – SST.

O "EPC - Equipamento de Proteção Coletiva" e o "EPI - Equipamento de Proteção Individual" são obrigações do empregador que devem ser informadas para o eSocial.


Você já analisou as informações que devem ser enviadas para o eSocial?


Está na hora de começar a analisar e trabalhar estas informações, caso você ainda não tenha tomado nenhuma ação, segue dicas sobre o que devemos informar. Vamos colocar a mão na massa e desvendar isso!


- Vamos D O M I N A R o eSocial!


Em qual evento deverá ser gerada a informação do EPC e do EPI?


Dentro do evento S-2240 há um grupo de informações que contemplam o EPC e o EPI.


Esta informação faz parte do evento S-2240 - Condições Ambientais do Trabalho - Fatores de Risco.


Quais são as informações que você deve informar sobre o EPC e o EPI?


Vou destacar pra você algumas informações:

·         Utilização do EPC e EPI.
·         Sua eficácia.
·         Certificado de aprovação do EPI.
·         Prazo de validade.

Existem outros!


Para saber o detalhamento deste evento (S-2240) é muito importante que seja analisado o layout disponível na página do eSocial em documentação técnica, nele você saberá de todos os detalhes.


Os dados que vamos enviar devem estar de acordo com a Norma Regulamentadora (NR-06) do Ministério do Trabalho e Emprego e requer de nós, muita atenção e responsabilidade.


Sempre que for incluído, alterado ou encerrado algum dado, que altera as informações citadas no layout sobre o EPC e o EPI, isto deve ser informado para o eSocial (possui um prazo para o envio).


As informações prestadas neste evento integrarão o Perfil Profissiográfico Previdenciário – PPP do empregado.


Lembre-se, dentro deste evento existem outras informações, falamos aqui apenas de um grupo de informações, EPC e EPI.


Sucesso!


 Marta Pierina Verona - Consultora de aplicação da Metadados, empresa especializada em softwares para gestão de recursos humanos. Pós-Graduada em Direito do Trabalho pela UNISINOS e Graduada em Gestão de Pessoas pela UCS. Membro do conselho de clientes da GIFUG/PO representante da empresa Metadados. Possui mais de 20 anos de experiência na área de recursos humanos e atua com consultoria de implementação de software e palestrante sobre o tema eSocial. Professora nos cursos de extensão na Unisinos sobre o tema eSocial.

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

eSocial na reta final, você está atrasado?

Muitas empresas já iniciaram a implementação do projeto eSocial e já estão adequando os processos, gerando também mudança de cultura e com isso ocorre a quebra de paradigmas.

Para esse grupo que já tomou ciência do eSocial, parabéns! Estão no caminho certo!

Para aqueles profissionais que ainda não fizeram nada, o prazo é curto demais! Comecem logo, antes que sejam obrigados a fazer sem organização e planejamento, e o que é pior, sem segurança!

O sucesso começa com o planejamento, estudo, capacitação e envolvimento das equipes!

E quanto ao prazo? 
Você tem TREZE ou DEZENOVE meses  para se preparar para o eSocial?

O prazo de TREZE meses aplica-se para todos os empregadores e contribuintes, que em 2016 tiveram um faturamento superior a 78 milhões. Essas são as empresas que possuem um maior número de empregados e que também possuem processos mais definidos e organizados, devido a estrutura, parece que fica mais fácil implementar o eSocial.

Para os demais empregadores e contribuintes, o prazo de DEZENOVE MESES aplica-se para os que tiveram um faturamento inferior a 78 milhões em 2016. Esses possuem  6 meses a mais em relação ao grupo citado acima, este grupo requer uma maior atenção.

Para ambos os grupos é necessário observar: 

Planejamento, projeto,  sensibilização, capacitação, revisão de legislação, estudo do manual, mudança de cultura, trabalhar a comunicação e envolver os profissionais.

É necessário tornar claro para todas as pessoas envolvidas, que existem dados, processos, legislação, sistema, multas e que todos devem saber sobre os impactos que o envio incorreto de informações pode gerar e as penalidades previstas.

Temos de funcionar como uma engrenagem, se um falhar, parte do processo fica comprometido!

Fica mais fácil cobrar quando todos são sabedores do assunto!

A comunicação deve ser vista de forma estratégica nesta fase, é através dela que começamos a semear a mudança!

Quando você pode começar a realizar os testes?

Em julho de 2017 você terá um ambiente para esta finalidade e pode enviar as informações para o eSocial, porém para enviar, elas devem estar cadastradas no sistema de folha utilizado por sua empresa, então o prazo é curto!

Lembre-se que a mudança de cultura e processos requer tempo e leva no mínimo de 6 a 12 meses, então coloque a mão na massa agora!


E quanto ao software de folha de pagamento?

Ele está preparado para o eSocial?

Você sabe onde parametrizar os eventos que devem ser enviados para o eSocial?

Não basta ter um bom sistema de folha de pagamento, o usuário deve conhecer tudo que o envolve o eSocial e as informações são de responsabilidade de cada usuário/cliente.

Para isto, nesta fase, a capacitação faz a diferença. Busque conhecer como o sistema vai gerar estas informações. Também é importante saber, quais são os campos que foram criados para atender ao eSocial e preenchê-los.

Aqui a segurança e credibilidade fazem a diferença!

O eSocial não é um projeto simples de implementar dentro de uma empresa ou escritório de contabilidade, portanto este novo sistema deve ser objeto de estudo de todos os profissionais envolvidos.

Faça a sua parte!

Sucesso!



Marta Pierina Verona - Consultora de aplicação da Metadados, empresa especializada em softwares para gestão de recursos humanos. Pós-Graduada em Direito do Trabalho pela UNISINOS e Graduada em Gestão de Pessoas pela UCS. Membro do conselho de clientes da GIFUG/PO representante da empresa Metadados. Possui mais de 20 anos de experiência na área de recursos humanos e atua com consultoria de implementação de software e palestrante sobre o tema eSocial. Professora nos cursos de extensão na Unisinos sobre o tema eSocial.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

eSocial: O que posso fazer para obter segurança neste novo projeto que vem por aí?



Para obter essa segurança é necessário estudar, participar de capacitações, palestras e fóruns.

Entender quais serão as informações que devem enviadas para o eSocial e mudar a nossa rotina de trabalho, modernizando assim a nossa gestão de pessoas.


Vejam que temos muito trabalho pela frente e mudança de cultura requer tempo!

A dica é: vamos estudar e nos reciclar para ter uma visão crítica de tudo.

Não espere, faça a sua parte!

Marta Pierina Verona

Nota Técnica nº 15/2019 (revisada) com ajustes dos leiautes versão 2.5 do eSocial

Olá! A Nota Técnica 15/2019   tem como objetivo implantar as primeiras medidas de simplificação e modernização do eSocial, conforme di...